Qual da diferença entre shampoo em barra natural saponificado e não saponificado?

 

Este mês (novembro de 2020) lançamos com muita alegria nossos shampoos em barra “não saponificados”. Depois claro, de muitos testes e investigação sobre os ingredientes e efeitos em todos os tipos de cabelo. Mas você já deve estar se perguntando qual a diferença entre o shampoo tradicional saponificado feito pelo método “cold process” do shampoo em barra NSP – não saponificado?

Já te explico:

Shampoo em barra saponificado

 

As barras de shampoo saponificadas são produzidas pelo método tradicional de processo a frio, usando ingredientes totalmente naturais, para criar um shampoo semelhante a uma barra de sabão preconizando uma formulação que prioriza óleos mais nutritivos além de uma sobregordura na fórmula para que a barrinha tenha propriedades hidratantes. Esse tipo de shampoo é o que existe de mais natural sem a adição de produtos industriais.  Estas barras de shampoo natural têm um PH mais alcalino próximo ou um pouco superior a 8. Mesmo com um ph mais alcalino, elas ainda sim são mais suaves para o cabelo do que outros produtos equivalente como shampoos industriais a base de surfactantes sintéticos. Mesmo assim, alguns cabelos/pessoas não conseguem se adaptar ou não ficam satisfeitos com a sensação no cabelo após o uso deste produto pois a tendência é que o cabelo fique um pouco mas pesado ou “mais grudadinho” até passar pela fase se transição. (falamos sobre isso neste texto aqui).

Esse tipo de shampoo sólido pede sempre o uso de um enxágue ácido para equilibrar o ph do couro cabeludo e fechar a cutícula dos fios após a lavagem do cabelo. Essa finalização pode ser feita com vinagre de maça diluído em água, com um condicionador sólido ou um óleo. (abaixo um dos nossos shampoos best seller : o Capim Limão)

Shampoo em barra não saponificado

shampoo em barra natural Ylang Ylang e Clitória

[para comprar clique na imagem]Os shampoos NSP seguem um método de produção diferente com base no uso de surfactantes suaves de origem natural, no caso do nosso shampoo é o sodium cocoyl isethionate. Este ativo surfactante é obtido por processo industrial controlado, a partir do óleo de coco, e claro também vai se utilizar de um agente alcalinizante para que o óleo seja convertido em sabão e depois transformado em SCI ou Isetionato de sódio.

A grande diferença é que ele não tem sais residuais, o que confere a esta barrinha um Ph mais ácido e balanceado de 5 a 6  tornando o extremamente suave para o couro cabeludo. Além disso essas barrinhas de shampoo podem ser consideradas 2 em 1, pois em sua formulação já estão incluindo agentes condicionantes e nutritivos como manteiga de cupuaçu e manteiga de cacau. Por isso, usando nosso shampoo NSP você nem vai precisar usar um enxágue ácido com vinagre, um creme rinse ou mesmo um condicionador sólido, principalmente se você tiver um cabelo curto ou oleoso. Para cabelos secos e cacheados ainda sim é necessário um condicionador em barra ou creme finalizador.

Outra vantagem fantástica dessas barrinhas é a durabilidade: uma unidade equivale a aproximadamente 1 litro de shampoo líquido. Aqui em casa todos nós temos cabelos curtos e uma barrinha destas chegou a durar mais de 60 lavagens! É shampoo para uma família inteira por um mês em 90g.

Se você é do tipo desconfiado (como eu) está comprometido com um estilo de vida com menos lixo, a fazer melhores escolhas para proteger as águas do planeta, um ingrediente como  “Cocoil isetionato de sódio” parece duvidoso, não? Mas fique tranquila: Este agente é natural e biodegradável, sendo apenas um detergente surfactante à base de óleo de coco, super seguro.

Outro ponto muiiito relevante sobre o shampoo NSP é o cheiro que sempre mais intenso e concentrado que o shampoo saponificado. Isso porque os óleos essenciais não perdem a força como ocorre na saponificação. (abaixo nosso shampoo NSP de Ylang ylang e clitória)

A resposta está no Ph

Para concluir, quero ressaltar que a principal diferença ou a diferença entre uma barra de shampoo a base de  isetionato e um shampoonete para cabelo é  ph: o shampoo NSP tem um ph neutro 5 a 6, enquanto o shampoonete tem um ph  entre 8-9. Essa diferença de ph faz com que os produtos ajam de formas diferentes na cutícula de seu cabelo: o shampoo saponificado abre mais a cutícula – por ser mais alcalino, por isso mesmo você vai precisar fechar com um ácido após a lavagem e o shampoo NSP limpa com mais suavidade e já possui na formulação um ácido graxo/gordura para fechar a cutícula.

Mas afinal, qual shampoo é melhor?

Vai depender do teu tipo de cabelo e da tua necessidade de resultados. Cabelos curtos podem usar qualquer tipo de shampoo, já cabelos mais longos precisam de mais tempo de adaptação aos shampoos saponificados.

Particularmente prefiro os shampoos saponificados pois tenho cabelo fino e curto e sinto que ele deixa meu cabelo mais encorpado e cheio. Já o Bernardo, que tem cabelos cacheados prefere os shampoos NSP pois os cachos ficam mais soltinhos.

Se você gosta de uma “piastra” e aquela sensação de cabelo de propaganda deslizante e bem soltinho provavelmente vá preferir os NSP.

Do ponto de vista ecológico os dois produtos são 100% de origem vegetal e biodegradáveis.

 

 

Cabelos tingidos, alisados ou com “química”, qual usar?

Recomendamos o shampoos NSP (os novos) para cabelos tratados, com química ou que foram submetidos à processos agressivos.

Onde comprar shampoo em barra natural?

Aqui na Yamuna oferecemos 08 tipos de shampoos sólidos, um mais delícia que o outro: 04 variedades de shampoos NSP e 04 tipos de shampoos tradicionais saponificados para todos os tipos de madeixas: você pode conhecer e comprar nossos shampoos em barra clicando aqui.

 

Então, quais são os lançamentos e novos shampoos?

Abaixo te mostro os que acabamos de lançar, basta clicar na imagem para saber mais.

 

 

Cabelos normais: ylang-ylang e clitória

Cabelos oleosos: gerânio e hortelã pimenta

Cabelos secos: sálvia esclaréa e manjerona

Cabelos mistos: lavanda e pimenta negra

 

Shampoos em barra Saponificados (tradicionais):

Cabelos oleosos: capim-limão

Cabelos secos: Oliva 70% com petigrain

Cabelos normais e oleosos: Tea tree e Alecrim

Cabelos mistos: ucuúba e patchouli

 

Se você tiver alguma dúvida, só deixar um comentário abaixo que eu mesma responderei.

Abraço, obrigado pela leitura,

Daiane Bortolon

5 respostas em “Qual da diferença entre shampoo em barra natural saponificado e não saponificado?

  • Juliana

    Oi Daiane, Boa Noite, obrigada pelas informações, mas tenho um tanto de duvida sobre o manuseio na lavagem, qual a melhor forma de usar para durar tanto tempo? tu coloca a barra em contato com o cabelo?passa desde a raiz? Gratidao

    Responder
    • Yamuna

      Oi Juliana, boa noite querida,
      Sim para usar e durar mais os shampoo você deve observar o seguinte:
      1 – Podes espalhar na mão e depois passar no cabelo;
      2 – Se preferir passar a barra no cabelo, passe só numa região central e depois com a espuma vá espalhando para o resto do cabelo. Evite ficar passando a barra em todo cabelo pois acaba usando demais e jogando pelo ralo.
      3 – Após usar o shampoo, melhor colocar numa saboneteira ou em local que não acumule água no fundo, pois se isso acontece, ele dissolve aos poucos. Caso aconteça, pode usar o liquido que se acumulou para lavar o cabelo, claro.
      4- Evite deixar o shampoo pegando respingos do chuveiro.
      É isso que faço aqui e que recomento,
      Abraço,
      Daiane

      Responder
  • cibele

    Muito interessante, não uso os shampoos saponificados justamente por causa da diferença de ph deles pro cabelo, esse fiquei com vontade de experimentar, mas uma dúvida, quem pinta o cabelo também não precisa usar um condicionador depois?

    Responder
    • Yamuna

      Oi Cibele, quem tem química no cabelo acabou causando um dano/alteração de Ph permanente nos fios, então acho sim necessário usar um condicionador, principalmente se você tiver cabelo comprido.
      Mas vale sempre a experimentação! Ficar uns dias sem usar para ver como os fios se comportam.

      Responder
  • Cynthia

    Oi, Daiane. Legal saber desse lancamento. Realmente nao me adaptei com os tradicionais em funcao de ter cabelos crespos e secos. Mas uso as barras como sabonete pq nao tem cheirinho melhor!!!
    Ja vou fazer a compra dos novos!!!
    Ah, o Ghee da Yamuna e uma jóia rara. Amamos aqui em casa. Alguns usam ao natural e eu misturo curcuma ou a massala. Maravilhoso!
    No verao vou estar em Floripa e gostaria muito de conhecer a Yamuna e vocês.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *